http://clarissas.webs.com/favmundo.ico

20 de out de 2010

Vocação Clariana


A vocação para a vida claustral clariana é uma resposta ao chamado que Deus mesmo dirige a uma jovem. Quando alguém se sente chamada, normalmente precisa fazer discernimento, e uma escolha radical. Esse discernimento poderá ser acompanhado e orientado pelas Irmãs Clarissas do Mosteiro Nazaré, quando a jovem entra em contato, através de carta, telefone, e-mail ou visita. O tempo de acompanhamento é considerado extremamente importante, pois ali se definem as verdadeiras motivações da vocação, além do fato de que a jovem já recebe uma formação muito importante antes do seu ingresso. Quando esta etapa demonstrar-se favorável, e depois de exames médicos, a jovem poderá ingressar no Mosteiro, com o consentimento das Irmãs. Então, inicia uma etapa de formação chamada postulantado. Neste tempo recebe formação especial que a insere na vida clariana e a fortalece na fé cristã. Se permanecer firme na vocação, no final desta etapa, a postulante veste-se de noiva, é acompanhada pelas irmãs com velas acesas até a capela, onde se realiza uma celebração com cânticos de salmos e meditação de leituras bíblicas, sendo que em seguida há o corte solene do cabelo, que recorda o gesto de Santa Clara de Assis ao deixar a família para consagrar-se a Deus. As belas vestes são substituídas neste momento pelo pobre e simples hábito da Ordem das Clarissas e recebe um nome novo, sendo chamada de irmã. É um momento feliz para o mosteiro, porque uma vocacionada que assume a nossa vocação é considerada presente de Deus, uma nova irmã que Deus nos envia, com a responsabilidade de cultivar esta vocação. É o início do noviciado. Nesta etapa, que tem a duração de dois anos, a noviça se aprofunda na história e nos documentos disciplinares da Ordem. Concluindo o noviciado pode fazer a Profissão Temporária, por três anos. No juniorato, a jovem Irmã Clarissa está profundamente inserida na vida do Mosteiro, sendo protagonista de sua própria formação que é bem vasta neste período. No final do juniorato, poderá fazer a Profissão Solene de Votos Perpétuos, dizendo um sim definitivo ao chamado de Deus.

2 comentários:

  1. Heroica resposta ao chamado de seguir a Cristo no espirito do Seráfico Padre São Francisco. E essa resposta depende da lealdade ao carisma recebido. Tantas e tantas vocações. Que Deus vos abençoe.

    ResponderExcluir
  2. Precisa ser jovem e ter saúde perfeita? Uma mulher de 60 anos, aposentada e que tem artrose ainda pode entrar?

    ResponderExcluir